Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O título é citado de Pablo Neruda. Li-o ontem, gravado numa viga de madeira na sua casa da Isla Negra, diante do oceano Pacífico.

 

No sábado, estive em Valparaiso, onde também visitei uma das suas casas. Ontem, completei o seu circuito.

 

Também no sábado, à noite, apresentei e autografei abundantemente "La distancia entre la piel y el tatuaje". Com a presença de todos os tradutores e de todos os envolvidos na concretização desta edição chilena, foi um momento muito emotivo. Agora, ao preparar-me para fazer as malas e voltar a Portugal, faltam-me as palavras sobre o que foi sábado e o que foram estes dias no Chile.

 

Talvez depois de amanhã, quando já estiver a mais de dez mil quilómetros desta mesa, consiga encontrar alguma coisa para dizer.

 

Por agora, deixo algumas imagens, na esperança de que elas possam falar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:04


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Kátia Suelotto a 16.11.2010 às 13:15

Querido Zé Luís, sim, as imagens falam. E te deixo outro fragmento de Neruda: "para nascer nasci, para conter o passo de quanto se aproxima, de quanto me golpeia o peito como um novo coração tremente". Beijos e bom regresso à terra original.
Sem imagem de perfil

De Fernando a 16.11.2010 às 17:03

buen viaje!!! fue un placer encontrarnos contigo. Estoy en medio del cementerio de pianos..si te va, ya te comentaré al respecto..
abrazos de Chile, serás siempre bienvenido..
Sem imagem de perfil

De fernando arancibia a 16.11.2010 às 17:29

un agrado a ver estado con una persona, y un poeta de exelencia, está debe ser una de las mejores experinecias
en la poesia, a ver leido mi poema, a la vez en portugues, en la misma mesa que peixoto!!
a ver compartido un vino chileno y un par de palabras, en el fin del mundo, en nuetra capital, en aquella jornada del dia miercoles aca en el Lisbosque!!

saludos gigantes de: fernando arancibia
Sem imagem de perfil

De Sandra Filipa a 17.11.2010 às 13:57

Trouxeste na bagagem uma riqueza imensa. Essa que só se adquire com o coração.
Sem imagem de perfil

De oriane villanueva a 27.11.2010 às 11:43

comum saber avaliarmos depois de sentido...amo como escreve, intensidade e paixão!
O.

Comentar artigo




Instagram


papéis jlp
Arquivo de recortes sobre José Luís Peixoto e a sua obra.

projecto moldura

todos os vídeos





(confidencial)

free Hit Counters
since October 2018

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



page contents





Perfil SAPO

foto do autor